Skip to content

ADELAT lançou seu comitê de especialistas em mobilidade elétrica para produzir um DSO Brief sobre a rede de distribuição como habilitadora destas novas tecnologias na América Latina

A Associação de Distribuidoras Elétricas Latino-americanas (ADELAT) realizou um comitê, formado por seus associados, para produzir uma análise sobre a rede de distribuição elétrica como habilitadora da mobilidade elétrica na região. Este trabalho incluirá um conjunto de sugestões de boas práticas para governos, reguladores, operadores e diversos stakeholders do setor.

O objetivo é facilitar a tomada de decisões, o mais corretas possíveis, sobre os incentivos necessários para a eletrificação do transporte público coletivo e individual na América Latina. Além disso, incluirá informações sobre o contexto global e local da eletromobilidade, com especial ênfase no crescimento da adoção de veículos elétricos na região, bem como nos desafios e benefícios sociais e económicos que proporcionará às pessoas.

O primeiro encontro teve a presença notável de Jorge Sánchez Cifuentes, especialista renomado em mobilidade elétrica com mais de 15 anos de experiência no setor e que, em consequência, também liderou o projeto.

“Não é apenas uma mudança na tecnologia de combustível ou de tração, é muito mais do que isso. Contribui para reduzir o custo por quilômetro considerando todos os investimentos envolvidos, para evitar emissões de CO2, melhorar as condições de saúde, promover a geração distribuída, reduzir as perdas de energia, o armazenamento local e oferecer serviços auxiliares ao sistema eléctrico”, explicou Sánchez Cifuentes.